IMÓVEIS PROBLEMÁTICOS 

18 de Janeiro de 2015

Como se sabe, não é aconselhável alguém adquirir imóvel com algum tipo de restrição lançada na sua matrícula. Porém, além disso, débitos com a Fazenda Pública, com despesas condominiais e com credores em geral – especialmente previdenciários e trabalhistas –, também são fantasmas que precisam ser exorcizados pelos compradores, mesmo quando não lançados na matrícula.

MANUTENÇÃO PREDIAL 

18 de Janeiro de 2015

É compreensível que as pessoas tentem evitar despesas. Todavia, em se tratando de imóveis, é bom não confundir gasto com investimento. Segundo a Lei de Sitter, cada centavo (mal) poupado na manutenção de um imóvel, precisará ser multiplicado por cinco dentro de um ano, e assim sucessivamente, numa progressão exponencial.

RENEGOCIAÇÃO DE MÚTUOS 

18 de Janeiro de 2015

Apesar da jurisprudência não ser pacífica quanto ao tema, a Lei Federal nº 8.692, de 1993, garante aos mutuários do Sistema Financeiro da Habitação o direito de postular a renegociação dos seus débitos, quando o valor da prestação superar o comprometimento de renda inicialmente contratado (que em nenhuma hipótese pode superar 30% dos rendimentos do comprador).

CONTRATAÇÃO LIBERADA 

18 de Janeiro de 2015

Até pouco tempo atrás, não era possível a uma mesma pessoa contratar mais do que um mútuo habitacional. Hoje em dia, porém, essa vedação é válida apenas para os chamados financiamentos sociais, que tem juros menores, prazos maiores e até subsídios especiais; no Sistema de Financiamento Imobiliário, as pessoas podem contratar quantos empréstimos sua capacidade de pagamento suportar.

O QUE É DRY WALL?

11 de Janeiro de 2015

É um tipo de material utilizado como parede divisória interna, composto de estrutura metálica revestida dos dois lados com gesso cartonado. As placas pré-fabricadas de dry wall tem bom desempenho em termos de resistência e isolamento termo acústico. Comparativamente com as paredes de alvenaria, tem maior flexibilidade para instalações elétricas, mais rapidez na instalação e facilita a limpeza da obra.

MORANDO EM 8 M²

11 de Janeiro de 2015

Com a escassez de terrenos em Paris, um escritório de arquitetura lançou no mercado um “apartamento” de 8 m², mas com um espaço funcional para o proprietário morar. Adotando o conceito do “canivete suíço”, os arquitetos criaram um móvel embutido onde ficam cama, guarda-roupas, estante de livros, frigobar, micro-ondas e mesa. Pia e banheiro completam a mini residência.

ASSOCIAÇÃO CONDOMINIAL

11 de Janeiro de 2015

O superior Tribunal de Justiça decretou a ilegalidade de uma associação de proprietários de apartamentos, que pretendia assumir as atribuições de um condomínio edilício. Para o STJ, não é compatível com o ordenamento jurídico nacional a coexistência de condomínio, regularmente instituído, com uma associação criada por moradores de um dos quatro blocos que o integram.

HORA CERTA DE INVESTIR

11 de Janeiro de 2015

O investidor americano Sam Zell, um dos maiores especialistas mundiais em compra e venda de imóveis – que até 2012 foi sócio da construtora brasileira Gafisa -, diz que essa é a hora certa de novos investimentos no País. Para ele, as boas oportunidades imobiliárias aparecem justamente nos momentos em que o mercado está menos comprador.

PADRÃO DE MEDIÇÃO MUNDIAL

11 de Janeiro de 2015

Visando harmonizar a forma de se medir no mercado imobiliário, 55 entidades de todo o mundo – incluindo o Secovi/SP – lançaram o “International Property Measurement Standard” para imóveis comerciais. O objetivo é criar um método único, padronizado e uniforme de medição dessas propriedades, visando garantir o uso de uma metodologia única e coerente em todos os países.

PAISAGISMO VALORIZADO

11 de Janeiro de 2015

Site internacional voltado para o marketing imobiliário, chamado “Home Gain”, divulgou um levantamento demonstrando que um pequeno investimento em paisagismo, da ordem de 400,00 a 500,00 dólares, pode trazer um retorno até quatro vezes maior na hora da venda do imóvel. Flores, folhas, vasos, jardins valorizam qualquer moradia, causando sempre uma boa primeira impressão.