Notas do Mercado Imobiliário

  • HERDEIRO PODE PLEITEAR USUCAPIÃO DE IMÓVEL OBJETO DE HERANÇA

    22 de junho de 2018

    Segundo o Superior Tribunal de Justiça, mesmo no caso de imóvel objeto de herança, é possível a um dos herdeiros pedir a usucapião do bem desde que observados os requisitos previstos no Código Civil, ou seja, o prazo de 15 anos cumulado com a posse exclusiva, ininterrupta e sem oposição dos demais proprietários ou de terceiros.
  • MUTUÁRIO COM MAL DE PARKINSON PODE QUITAR FINANCIAMENTO

    22 de junho de 2018

    Um mutuário com mal de Parkinson obteve na Justiça o direito de liquidar, por meio do seguro obrigatório, o saldo devedor de um empréstimo imobiliário. O mutuário havia adquirido, em dezembro de 2013, um apartamento com financiamento da Caixa Econômica Federal, e em setembro de 2014 foi diagnosticado com mal de Parkinson e aposentado por invalidez dois meses depois.
  • ESCRITURAS PODERÃO SER LAVRADAS VIA INTERNET

    22 de junho de 2018

    Realizar uma compra e venda de imóveis em tabelionato está ficando cada vez mais fácil. Entrou no ar o portal “Escritura Simples”, que permite ao cidadão realizar sua escritura pública pelo computador ou telefone, preenchendo os dados básicos do imóvel, dos compradores e dos vendedores. O serviço entra em operação imediata nas capitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal e, a partir de julho deste ano, será estendido para todas as demais cidades brasileiras. A iniciativa é uma ação do Colégio Notarial do Brasil.
  • OS CINCO “C” DA DISCÓRDIA NOS CONDOMÍNIOS

    22 de junho de 2018

    Quem mora em condomínio sabe que qualquer coisa pode virar motivo para conflitos - e dirimir conflitos é uma das tarefas mais árduas que os síndicos têm de desempenhar, pois exige muita habilidade e paciência. Curiosamente, os pontos que costumam gerar mais problemas nos condomínios têm em comum palavras que iniciam com a letra “c”: carro, calote, cachorro, cigarro e cano.
  • SUBIU O NÚMERO DE PESSOAS QUE NÃO PODEM PAGAR O ALUGUEL

    22 de junho de 2018

    Levantamento realizado mostrou que 26% dos inquilinos que desocuparam as moradias, entre janeiro e abril deste ano, não tinham mais condições financeiras de pagar o aluguel ou alegaram que iriam morar na casa de familiares (morar de favor). Há quatro anos, o índice de pessoas que não conseguiam pagar o aluguel e deixavam o imóvel locado, era de apenas 8%.
  • JURO BAIXO E PREÇOS ACESSÍVEIS FAVORECEM OS COMPRADORES

    22 de junho de 2018

    Quem está em busca de um imóvel para morar, encontra um cenário favorável pela frente: a combinação de financiamentos com juros baixos e imóveis com preços ainda estáveis. As vendas do mercado imobiliário ensaiam uma recuperação, mas o movimento ainda é morno, o que pode gerar chances de barganha para os compradores.