Arquivo da tag: feirão

Notas do Mercado Imobiliário – 12 a 18 de maio de 2014

11 de Maio de 2014
  • SALÁRIO PARA JK De acordo com o Creci-SP, o aluguel de uma quitinete, com cerca de 30 m², localizada num dos melhores bairros paulistanos, é superior ao valor do salário mínimo nacional. Apesar da pesquisa ter sido feita apenas na capital paulista, esse cenário repete-se em boa parte das cidades de médio e grande porte do País, onde o aluguel das melhores JK é semelhante.
  • INFLAÇÃO NA DIANTEIRA O índice FipeZap apurou que, no primeiro quadrimestre do ano, o valor dos imóveis prontos subiu menos (2,48%) que a inflação oficial (2,65%). Em 14 das 16 cidades pesquisadas, os preços não acompanharam a inflação. Para os analistas, essa acomodação é uma tendência que vem sendo observada nos últimos meses e representa um certo pessimismo com o estado da economia.
  • MÉDIA DO METRO QUADRADO Segundo o Anuário do Mercado Imobiliário Brasileiro, da Lopes, no ano passado São Paulo registrou o preço médio mais alto do metro quadrado em lançamentos residenciais (R$ 8.470,00), enquanto que Natal ficou com o valor mais baixo (R$ 4.340,00). Ainda em 2013, o VGV dos lançamentos foi de R$ 90 bilhões, com os apartamentos representando quase 80% do total.
  • PREÇO & NATALIDADE Os economistas que elaboraram um estudo intitulado “House prices and birth rates”, na Universidade de Maryland (EUA), concluíram que a cada aumento de dez mil dólares no preço médio dos imóveis norte-americanos, a taxa de natalidade cresce 5% entre os casais que tem casa própria e diminui 2,4% entre aqueles que pagam aluguel.
  • FEIRÕES COM DINHEIRO Maio é o mês em que tradicionalmente são realizados, em todo Brasil, os feirões da casa própria, numa iniciativa da Caixa Econômica Federal. A CEF informa que, em 2014, pretende aumentar de R$ 135 para R$ 155 bilhões o montante dos financiamentos habitacionais a serem concedidos em todo o País. Mas por enquanto a liberação dos empréstimos segue em marcha lenta.
  • VANTAGEM ESQUECIDA Um expressivo desconto, garantido aos compradores da primeira casa própria através do Sistema Financeiro da Habitação, é ignorado ou esquecido por boa parte das pessoas. De acordo com a Lei nº 6.015/73, tal adquirente tem direito a um abatimento de 50% nas custas cobradas pelos cartórios de imóveis, para o registro da escritura ou do contrato de compra e venda.
  • CORRETAGEM NO CÓDIGO Depois de mais de 10 anos de vigência, os artigos do Novo Código Civil (NCC) que tratam da corretagem, começam a ser mais sentidos no mercado. Pelo Código vigente, corretores e imobiliárias têm a obrigação de prestar aos seus clientes todos os esclarecimentos acerca da segurança e do risco do negócio, sob pena de terem de indenizar o prejudicado.
  • DESPREPARO PROFISSIONAL Uma das principais causas da elevação do custo da construção em todo o País, é a falta de mão de obra capacitada. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, apenas 17,8% dos trabalhadores ocupados na construção civil têm cursos de educação profissional. Essa desqualificação gera desperdício de materiais e perda de horas de trabalho pela má execução de projetos.
  • DICA DO JOBS Um dos ensinamentos deixados pelo “pai” da Apple aos vendedores (incluindo os corretores), é a importância de se dedicarem fortemente à sua qualificação profissional. Para Steve Jobs, frequentar seminários e conferências, ler revistas e blogs especializados, assistir cursos na internet acrescentam conhecimentos que serão facilmente percebidos e valorizados pelos seus prospects e clientes.

Notas do Mercado Imobiliário – semana de 18 a 24 de novembro

17 de novembro de 2013
  • NEGÓCIO DE CINEMA A corrida atrás de compradores endinheirados está ficando acirrada. Quem inovou desta vez foi a incorporadora FG, que está oferecendo a potenciais interessados na aquisição de um dos seus apartamentos de luxo, em Balneário Camboriú, a possibilidade de “experimentar” gratuitamente a unidade, com frente para o mar, durante um final de semana cinematográfico.
  • CONDOMÍNIO PARCELADO Rolou na internet, na última semana, discussão acerca da possibilidade de um condômino, tendo débito condominial parcelado, votar em assembleias gerais. Sim, é possível desde que tenha ocorrido novação da dívida, e não um mero parcelamento do débito. E isso porque, na novação, prevista no Código Civil, o devedor contrai com o credor uma nova dívida, visando extinguir a anterior.
  • O BICHO VAI PEGAR Pipocam Brasil afora denúncias dando conta que muitos adquirentes de moradias financiadas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida foram alugadas ou mesmo alienadas através dos chamados contratos de gaveta. É uma espécie de “corrupção” praticada por pessoas de baixa renda, que agora deverão prestar contas à Polícia e ao Ministério Público federais.
  • BUSCA DE GARAGENS Em todo o País, está havendo uma enorme procura por vagas de garagem, tanto residenciais quanto comerciais. E não é para menos, já que o número de veículos vendidos nos últimos cinco anos é absolutamente desproporcional às garagens e às vias públicas construídas no mesmo período – para não falar nas questões de segurança. Há casos em que apenas um box eleva o preço do apartamento em até 40%.
  • MELHOR QUE POUPANÇA Nos primeiros dez meses de 2013, o preço médio dos apartamentos subiu 11,3%, de acordo com o índice FipeZap. O aumento superou de longe o rendimento das cadernetas de poupança, assim como das demais aplicações financeiras tidas como seguras. A alta do preço reflete o bom momento pelo qual passa o mercado de trabalho, associado a uma boa oferta de crédito imobiliário e ao fato de um milhão de novas famílias serem formadas no País a cada ano.
  • OTIMISMO DO COMPRADOR O Índice de Confiança do Comprador de Imóvel (ICCI), desenvolvido pela Lopes, aumentou 11,8% em outubro, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Já em relação à intenção atual de aquisição de imóvel, o cenário apresentou-se positivo para 71% dos entrevistados. Para os próximos seis meses, 98% dos pesquisados afirmaram que a intenção de compra deve ser maior ou igual à registrada.
  • FEIRÃO DIGITAL A Rossi foi a primeira empresa a introduzir no mercado imobiliário o conceito de feirão de imóveis pela internet. Em agosto, a incorporadora transmitiu pelo Hangout (a ferramenta de conferência e comunicação digital do Google), ao vivo, seu “Outlet Digital Rossi”, ofertando dezenas de unidades com descontos. A ação também permitia que os interessados esclarecessem dúvidas via chat.
  • CAÍRAM NAS REDES Levantamento divulgado pelo blog MarketingImob mostra que 95% das incorporadoras possuem perfil numa rede social – destaque para o You Tube -, e que 90% delas divulgam esse perfil no seu site. Facebook, Twitter e Pinterest, vêm na sequência. Boa parte das 40 maiores incorporadoras brasileiras creem que as redes sociais merecem seus investimentos em marketing.
  • DISPUTA NO FACEBOOK No ranking das construtoras e imobiliárias com mais fãs no Facebook, segundo o mesmo MarketingImob, aparece em primeiro lugar a MRV, com 1,512 milhão, seguida da Lopes, com 998 mil. Para se ter uma ideia do vertiginoso crescimento de ambas as empresas naquela rede social, em junho de 2012 a MRV tinha apenas 161 mil e a Lopes somente 113 mil fãs.